It is the cache of http://www.revistas.ufg.br/index.php/sig/article/view/19169. It is a snapshot of the page. The current page could have changed in the meantime.
Tip: To quickly find your search term on this page, press Ctrl+F or ⌘-F (Mac) and use the find bar.

INTERROGATÓRIOS POLICIAIS DA DELEGACIA DE REPRESSÃO A CRIMES CONTRA A MULHER: ALGUMAS PRÁTICAS SEQUENCIAIS DE NEGOCIAÇÃO | Gago | Signótica

INTERROGATÓRIOS POLICIAIS DA DELEGACIA DE REPRESSÃO A CRIMES CONTRA A MULHER: ALGUMAS PRÁTICAS SEQUENCIAIS DE NEGOCIAÇÃO

Paulo Cortes Gago, Priscila Júlio Guedes Pinto

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo descrever duas práticas sequenciais de negociação, utilizadas por um inspetor de polícia nos interrogatórios policiais da Delegacia de Repressão a Crimes Contra a Mulher (DRCCM): (i) sequências de encaminhamento para apresentação de solução pelas partes; e (ii) sequências de apresentação de solução pelo inspetor. Utiliza-se como referencial teórico-metodológico a Análise da Conversa Etnometodológica para o estudo de práticas sociais construídas localmente nas interações. Esse estudo é de natureza aplicada e mostra que os policiais fazem negociação nos interrogatórios. Espera-se que este material possa servir de base para a reflexão profissional de policiais para melhor atenderem à população.

Palavras-chave


Interrogatórios policiais; Delegacia da Mulher; Negociação; Interação; Análise da Conversa Etnometodológica.

Texto completo: PDF XML

Logotipo do IBICT
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.revistas.ufg.br

Visitantes: contador de visitas