It is the cache of http://www.scielo.oces.mctes.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0871-018X2007000200020. It is a snapshot of the page. The current page could have changed in the meantime.
Tip: To quickly find your search term on this page, press Ctrl+F or ⌘-F (Mac) and use the find bar.

Revista de Ciências Agrárias - Avaliação experimental do escoamento e da erosão num Luvissolo Háplico de Mértola: impactos da fertilização em pastagens

SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número2Influência de diferentes sistemas de mobilização do solo na decomposição de folhas e ouriços de castanheiroEstudo das condições técnicas de utilização das águas da ETAR da Praia da Vitória índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Em processo de indexaçãoCitado por Google
  • Não possui artigos similaresSimilares em SciELO
  • Em processo de indexaçãoSimilares em Google

Bookmark

Revista de Ciências Agrárias

versão impressa ISSN 0871-018X

Rev. de Ciências Agrárias v.30 n.2 Lisboa jul. 2007

 

Avaliação experimental do escoamento e da erosão num Luvissolo Háplico de Mértola: impactos da fertilização em pastagens

Experimental evaluation of runoff and erosion in an Haplic Luvisol of Mértola: impacts of fertilization in pastures

J. C. Martins1, F.P. Pires1, A.V. Oliveira1, A. M. Campos2, C. Horta2, M.G. Serrão1 & M. L. Fernandes1

 

RESUMO

Numa área experimental situada a meia encosta, na região de Mértola, Alentejo, com um Luvissolo Háplico (FAO, 2001) e um declive médio de 15%, procedeu-se à avaliação, de Outubro de 2001 a Junho de 2004, do escoamento de água superficial, provocado pela precipitação, e da perda de solo por erosão, em 3 ensaios designados por A (pastagem melhorada), B (pastagem semeada), ambos instalados em 1997, e D (pastagem semeada), estabelecido em 2001. A cobertura vegetal incorporava uma mistura de sementes constituída por azevém anual, panasco, algumas espécies de trevo, bisserula e serradela. Aqueles parâmetros foram quantificados através de pequenos talhões de erosão de 4?1 m2, com a maior dimensão no sentido do declive, sobrepostos em 6 talhões de cada um dos ensaios (3 modalidades e 2 repetições, para cada ensaio). As 3 modalidades consideradas nos ensaios A e B foram as seguintes: 1 - Sem fertilização; 5 - Adubação completa, corrigida anualmente; 7 -Fertilização orgânica com 8 t/ha de lama residual urbana (LRU), aplicada em 1997 + adubação complementar. O ensaio D incluiu a aplicação de 3 níveis de LRU (L0 – 0, L1 – 12 e L2 – 24 t/ha, respectivamente). Em cada caixa de erosão, procedeu-se à medição do volume de água escoado e à quantificação de sedimentos, quando a capacidade de infiltração de água no solo era excedida pela quantidade de precipitação ocorrida em um ou vários dias consecutivos.

Nos ensaios A e B, os valores mais altos do coeficiente de escoamento referem-se à modalidade 1 sendo a situação mais favorável correspondente à modalidade 7 do ensaio B. No ensaio D, os valores para aquele coeficiente situaram-se entre 0,07 e 0,10, para as 3 modalidades, que são manifestamente baixos.

Quanto à perda de solo, observou-se que foi a modalidade 7 dos ensaios A e B a que registou os valores mais baixos, no conjunto dos 3 anos. No ensaio D, observaram-se valores superiores aos verificados nos ensaios A e B, nos 3 anos, sendo mais elevados na modalidade sem fertilização.

 

ABSTRACT

In a experimental area located in a hillside of Mértola region, Alentejo, with an Haplic Luvisol (FAO, 2001) and a mean slope of 15%, soil loss by erosion and surface runoff after rainfall occurrence were evaluated in small erosion plots, from October 2001 until June 2004, in 3 field experiments (A, B, and D) with a sown pasture mixture under different fertilization treatments. The experiments A (improved pasture) and B (sown pasture) were established in 1997, but the experiment D (sown pasture) was only installed in 2001. The sown mixture consisted of ryegrass, cocksfoot, some clover species, bisserula, and bird’s foot. In both experiments A and B, the erosion plots (4 × 1 m2) were superimposed on 6 plots. These experiments had three treatments (1 - without fertilization, 5 - inorganic fertilization; 7 - organic fertilization (8 t/ha of urban sewage sludge - SS applied in 1997, plus inorganic fertilizer in the beginning of each growing period) and two replications. In D experiment, the erosion plots were also superimposed on 6 large plots with three SS application rates (L0 = 0, L1 = 12, and L2 = 24 t/ha) and two replications. In each erosion plot, the volume of discharged water was measured and the amount of sediments was estimated when the infiltration capacity was exceeded by the amount of the rainfall occurring for one or several consecutive days of rainfall.

The lowest observed runoff coefficient corresponded to the SS treatment, in B experiment. The highest values of that coefficient were reached at the treatment without fertilization in both A and B experiments. In D experiment, all treatments showed low values, between 0.07 and 0.10.

The lowest soil loss values in the 3 years occurred in experiments A and B for the treatment with 8 t/ha of SS. In the experiment D, the highest values of soil loss were observed at the plots with L0 treatment.

 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text only available in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Cardoso, J.C. 1974. A Classificação dos Solos de Portugal. Nova Versão. Boletim de Solos do SROA, 17: 14-46.         [ Links ]

FAO. 2001. Lecture notes on the major soils of the world.. World Soil Resources Reports, vol. 94, Rome.

Ferreira, I.M., Ferreira, A.R., Sims, D.A. 1984. Análise Preliminar dos Dados dos Talhões de Erosão do Centro Experimental de Vale Formoso, Alentejo (Portugal), em Termos da Equação Universal de Perda de Solo, para os Anos de 1962/63 – 1979/80. Direcção Geral de Hidráulica e Engenharia Agrícola. Lisboa.

Martins, J.C., Pires, F.P., Oliveira, A.V. & Horta, C. 2001. Escoamento de água superficial e perda de solo numa pasta-gem semeada sujeita a diferentes níveis de fertilização, na região do Baixo Alentejo. Pastagens e Forragens, 22: 81-89.

Murillo, M., Moreno, V., González, F., Schnabel, S., Prieto, P. & Paredes, J. 2000. Efecto de distintas técnicas de introducción y mejora de pastos sobre la evolución de la vegetación y erosión del suelo. In Conselleria de Agricultura, Gandería e Política Agroalimentaria, Xunta de Galicia (ed.) III Reunião Ibérica de Pastagens e Forragens, pp. 283-288. Centro de Investigacións Agrarias Mabegondo, Espanha.

Roxo, M.J. 1994. A Acção Antrópica no Processo de Degradação de Solos. A Serra de Serpa e Mértola. Dissertação para obtenção do Grau de Doutor no Ramo de Geografia e Planeamento Regional na Especialidade Ambiente e Recursos naturais. Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa, Lisboa.

Serrão, M.G., Domingues, H., Fernandes, M., Martins, J. Pires, F., Saraiva, I., Fareleira, P., Matos, N., Ferreira, E., Campos, A., Horta, C. & Dordio, A. 2008. Contributo para a melhoria de solos marginais destinados a pastagens pela aplicação de lama residual urbana, sem riscos ambientais. Revista de Ciências Agrárias (Em publicação).

Steiner, K. 1996. Causes of soil degradation and development approaches to sustainable soil management. GTZ. Margraf Verlag. Weikersheim, Germany.

 

1 Estação Agronómica Nacional, Quinta do Marquês, 2784-505 OEIRAS; Tel.: 214403500, e-mail: jcmartins-lx@iol.pt;

2 Direcção Regional de Agricultura do Alentejo, Apartado 83, 7001 ÉVORA