It is the cache of http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/semagrarias/article/view/2544. It is a snapshot of the page. The current page could have changed in the meantime.
Tip: To quickly find your search term on this page, press Ctrl+F or ⌘-F (Mac) and use the find bar.

Feijão guandu (Cajanus cajan (L.) Millsp.) na restauração de florestas tropicais | Beltrame | Semina: Ciências Agrárias

Feijão guandu (Cajanus cajan (L.) Millsp.) na restauração de florestas tropicais

Tiago Pavan Beltrame, Efraim Rodrigues

Resumo


O objetivo deste trabalho é avaliar formas alternativas de restauração de áreas degradadas, utilizando sistemas agroflorestais com uma espécie leguminosa incorporada ao sistema. A hipótese é que o feijão guandu (Cajanus cajan (L.) Millsp.) possa auxiliar o processo de restauração, diminuindo a mortalidade e aumentando a altura e área basal das árvores. O feijão guandu foi plantado na linha de plantio florestal, entre as espécies florestais nativas da região, que foram plantadas em espaçamento 2 X 4m. Foram avaliados quatro tratamentos: plantio florestal sem feijão guandu (testemunha); uma planta de feijão guandu consorciado entre duas plantas de espécies florestais; duas plantas de feijão guandu consorciado entre duas plantas de espécies florestais; e corte raso aos seis meses após o plantio do feijão guandu consorciado com as espécies florestais. Em cada tratamento, foram sorteados 100 indivíduos sendo 50 pioneiras e 50 não pioneiras, nos quais foram medidos mortalidade, altura e diâmetro de colo das plantas. O plantio de guandu reduziu a mortalidade de pioneiras, aumentou a área basal e a altura de todas espécies. Apesar da mortalidade não ter sido afetada pela densidade de guandu, a densidade de uma planta de guandu se associou a maiores área basal e altura média de árvores. A redução da mortalidade de árvores não pioneiras na ausência de guandu foi interpretada como uma resposta de pioneiras antrópicas à maior radiação solar. Este resultado aponta para comportamento diferente entre árvores nas férteis clareiras (nas quais a classificação em estágios sucessionais foi baseada) e em áreas degradadas. Os efeitos positivos do guandu recomendam seu uso para a redução de custos da restauração ecológica.


Palavras-chave


Sistemas agroflorestais; Áreas degradadas; Essências nativas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2007v28n1p19

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Semina: Ciências Agrárias

Londrina - PR
ISSN 1676-546X

E-ISSN 1679-0359

semina.agrarias@uel.br