It is the cache of http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/EspacoAcademico/article/view/10790. It is a snapshot of the page. The current page could have changed in the meantime.
Tip: To quickly find your search term on this page, press Ctrl+F or ⌘-F (Mac) and use the find bar.

Estado de Exceção | Souza | Revista Espaço Acadêmico
Imagem para capa

Estado de Exceção

Angelita Matos Souza

Resumo


Abordaremos duas obras de Giorgio Agamben - Homo Sacer (2002) e Estado de Exceção (2004). Nas duas obras a noção-chave é a de exceção, definida em relação à vida “política” dos indivíduos, mas na primeira (2002) interessa a exceção identificada à vida nua dos “súditos”, enquanto a segunda (2004) volta-se mais ao Estado, em sua dimensão biopolítica e (a)histórica. Recorreremos a Thomas Hobbes e Carl Schmitt a fim de melhor compreender o autor, indicando que, além da dívida para com Hobbes, sua idéia de exceção e a crítica ao estado de direito deve muito a Carl Schmitt.


Palavras-chave


estado de direito e exceção

Texto completo:

PDF