It is the cache of http://www.fae.unicamp.br/revista/index.php/etd/article/view/2311. It is a snapshot of the page. The current page could have changed in the meantime.
Tip: To quickly find your search term on this page, press Ctrl+F or ⌘-F (Mac) and use the find bar.

<b>Para pensar de outros modos a modernidade pedagógica</b><br><i>Another way of thinking about the pedagogical modernity</i> | Veiga-Neto | ETD - Educação Temática Digital

Para pensar de outros modos a modernidade pedagógica
Another way of thinking about the pedagogical modernity

Alfredo Veiga-Neto, Maura Corcini Lopes

Resumo


Este artigo discute a produtividade de pensar a modernidade pedagógica, a partir da filosofia de Michel Foucault. Compreendendo a pedagogia como um conjunto de saberes e correlatas práticas educacionais, o artigo mostra o caráter contingente das raízes epistêmicas e epistemológicas que sustentam os discursos pedagógicos. A proveniência de tais raízes é localizada no platonismo renascentista e nas tradições judaico-cristãs. A partir dos conceitos de crítica e hipercrítica, o “pensar de outros modos” proposto por Michel Foucault é apontado como uma prática difícil, mas muito importante para a militância política.

Abstract

This paper discusses the productivity of thinking the pedagogical modernity, from the point of view of the foucauldian philosophy. Understanding the pedagogy as a set of knowledges and correlate educational practices, the paper shows the contingent character of the epistemical and epistemological roots that sustain the pedagogical discourses. The provenience of these roots is placed in the platonic Renaissance and in the judaic-christian traditions. From the concepts of critique and hypercritique, the “another way of thinking” proposed by Michel Foucault is indicated as a difficult practice but very important for the political militancy.

Keywords

Modernity; Foucauldian studies; Pedagogy; Platonism; Hypercritique


Palavras-chave


Modernidade; Estudos foucaultianos; Pedagogia; Platonismo; Hipercrítica

Referências


CASTRO, E. Vocabulário de Foucault. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

FEYERABEND, P. Contra o método. Rio de Janeiro, RJ: Francisco Alves, 1989.

FOUCAULT, M. As palavras e as coisas. São Paulo, SP: Martins Fontes, 1992.

______. Est-il donc important de penser? In: ______. Dits et écrits IV (1980-1988). Paris: Gallimard, 2006a. p. 178-182.

______. Eu sou um pirotécnico. In: POL-DROIT, R. Michel Foucault: entrevistas. Rio de Janeiro, RJ: Graal, 2006c.

______. História da sexualidade: o uso dos prazeres. Rio de Janeiro, RJ: Graal, 1994. (v.2)

______. O sujeito e o poder. In: DREYFUS, H.; RABINOW, P. Michel Foucault: uma trajetória filosófica. Rio de Janeiro, RJ: Forense Universitária, 1995. p.231-249.

______. Verdade, poder e si mesmo. In: ______. Ética, sexualidade, política: ditos e escritos V. Rio de Janeiro, RJ: Forense Universitária, 2004. p. 294-300.

______. Qu'est-ce que les Lumières? In: ______. Dits et écrits IV (1980-1988). Paris: Gallimard, 2006b. p. 562-578.

GALLO, S.; VEIGA-NETO, A. (Org.). Fundamentalismo e educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

HARDT, M.; NEGRI, A. Império. Rio de Janeiro, RJ: Record, 2003.

KUHN, T. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo, SP: Perspectiva, 1978.

MORIN, E. Introdução ao pensamento complexo. Lisboa: Instituto Piaget, 1995.

MORRIS, W. (Ed.). The American Heritage Dictionary of the English Language. Boston: American Heritage Publishing; Houghton Mifflin, 1970.

NARODOWSKI, M. Comenius e a educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2001.

______. Infancia y poder: la conformación de la Pedagogía moderna. Buenos Aires: Aique, 1994.

NOGUERA, C. O governamento pedagógico: da sociedade de ensino para a sociedade de aprendizagem. 2009. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2009.

Ó, J. R. O governo de si mesmo. Lisboa: Educa, 2003.

RORTY, R. A filosofia e o espelho da natureza. Lisboa: D.Quixote, 1988.

VARELA, J.; AVAREZ-URIA, F. A maquinaria escolar. Teoria & Educação, Porto Alegre, n.6, 1992. p. 68-96.

______.; ______. Arqueología de la escuela. Madrid: La Piqueta, 1991.

VEIGA-NETO, A. Algumas raízes da Pedagogia moderna. In: ZORZO, C.; SILVA, L. D.; POLENZ, T. (Org.). Pedagogia em conexão. Canoas: Editora da ULBRA, 2004. P .65-83.

_______. Coisas do governo... In: RAGO, M.; ORLANDI, L. B. L.; VEIGA-NETO, A. (Org.). Imagens de Foucault e Deleuze: ressonâncias nietzschianas. Rio de Janeiro, RJ: DP&A, 2002. p. 13-34.

______. Dominação, violência, poder e educação escolar em tempos de Império. In: RAGO, M.; VEIGA-NETO, A. (Org.). Figuras de Foucault. Belo Horizonte: Autêntica, 2006. p. 13-38.

VEIGA-NETO, A.; LOPES, M. C. Identidade, cultura e semelhanças de família: as contribuições da virada lingüística. In: BIZARRO, R. (Org.). Eu e o outro: estudos multidisciplinares sobre identidade(s), diversidade(s) e práticas interculturais. Porto: Areal, 2007. p. 19-35


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Parceiros / Apoio
CNPq Capes Abec Ibict
Licença Creative Commons WorldCat

23 de abril de 2013